Asma em bebês – tudo o que você precisa saber

Asma Em Bebes - InAResp

Base do conteúdo

Se adultos sofrem com a doença, é fácil imaginar que a asma em bebês também represente um grande problema para os pequenos.

A asma é a doença não transmissível mais comum em crianças e uma das doenças crônicas mais comuns também na idade adulta. ¹

É uma doença que apresenta variações consideráveis ao longo da vida do paciente. A asma infantil é prevalente em crianças do sexo masculino até a puberdade. Já na vida adulta, há predominância no sexo feminino. ²

O que causa a asma em bebês?

O entendimento sobre os fatores de risco para a asma em bebês e crianças está em constante evolução. É complicado determinar as causas exatas sem um profundo estudo sobre o ambiente em que a criança vive, fatores que envolvem o pré-natal, o sexo da criança e fatores genéticos, entre outros. ²

Fatores de risco no ambiente

No ambiente, temos o tabagismo durante a gravidez. Fumar é um hábito que pode aumentar o risco de asma em bebês e crianças. ²

Além disso, a dieta da mãe durante gravidez pode contribuir para o surgimento da asma infantil, sendo que há estudos que apontam que dietas ricas em vitamina E, zinco e ácidos graxos poli-insaturados podem criar alguma proteção contra o desenvolvimento da asma infantil. ²

Riscos genéticos e de nascimento

A doença pulmonar crônica neonatal pode aumentar o risco de alguém desenvolver asma durante a infância. ² Além disso, bebês nascidos através de cesariana ou abaixo do peso também apresentam risco de desenvolver asma, sendo que os sintomas podem persistir até a fase adulta. ²

Histórico familiar

O histórico familiar também conta bastante, tanto da parte de pai quanto de mãe. ² Contudo, quando a asma está presente na família da mãe, o risco da criança apresentar a doença aumenta ainda mais.²

Quais os sintomas da asma em bebês?

Estudos sobre a história natural da asma demonstraram que aproximadamente 80% dos casos da doença se manifestam durante os primeiros 6 anos de vida.² Os sintomas de crianças de 0 a 6 anos de idade são muito variados, o que dificulta o diagnóstico. Os sintomas mais comuns da asma em bebês e na infância é tosse seca e com muco, chiado, falta de ar e dificuldade para respirar.²

Os sintomas se dão por conta da inflamação das vias aéreas, broncoespasmos, edema nas vias aéreas, entre outros problemas.²

Como tratar a asma em bebês?

O tratamento depende do diagnóstico e de várias características do bebê. Apenas o médico será capaz de recomendar o tratamento correto para os episódios de crise da criança, podendo evitar que a asma evolua para quadros mais graves no futuro.²

Um inalador ou, se preferir, nebulizador, poderá ser recomendado pelo médico para auxiliar no alívio dos sintomas da asma.

Como escolher um nebulizador para bebês?

O nebulizador ideal deve ser recomendado pelo médico. A questão é que bebês e crianças mais jovens costumam se assustar facilmente com barulhos muito altos. Por isso, escolher um nebulizador silencioso pode ser uma excelente medida.

Além disso, as crianças podem se beneficiar da mobilidade apresentada por um nebulizador portátil, que pode ser usado em qualquer lugar, sem causar incômodo sonoro.

Qual a importância de usar um inalador?

As vantagens em usar um nebulizador incluem3:

  • Desobstrução das vias aéreas;
  • Tratamento de inflamações das vias aéreas;
  • Alívio nos sintomas de doenças respiratórias;
  • Tratamento de infecções respiratórias;
  • Tratamento de doenças como gripes e resfriados.

O médico responsável pelo tratamento do seu filho deverá recomendar o uso de um nebulizador com base no diagnóstico e sintomas apresentados. Contudo, é importante conhecer as doenças comumente tratadas com o uso de um nebulizador:4

  • Asma
  • Fibrose Cística
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica
  • Fibrose Pulmonar
  • Bronquiectasia

Além dessas doenças, o uso de um nebulizador pode aliviar quadros de outras doenças respiratórias como sinusite, rinite, gripe e bronquite, por exemplo.5

A eficácia do tratamento varia de acordo com os tipos de nebulizadores, a medicação empregada e os sintomas apresentados pela criança. É preciso seguir a recomendação de um médico.

Como escolher um inalador infantil?

A escolha do inalador para os seus filhos depende tanto da recomendação do médico quanto do perfil da criança. A tecnologia do Nebulizador de Malha Vibratória, por exemplo, permite que ele opere de forma silenciosa.6

O InAResp é uma opção adequada para crianças, jovens, adultos e idosos. Trata-se de um nebulizador portátil de malha vibratória que, além de silencioso, é portátil. Para crianças, você deve buscar portabilidade e funcionamento silencioso para garantir um tratamento mais prático e ágil, seja em casa, no carro ou em qualquer outro local.

Conheça o InAResp

No caso de problemas no trato respiratório inferior, precisamos entender o seguinte: quanto menores as partículas, maior a capacidade do organismo de absorvê-las, já que elas fluem melhor por regiões mais profundas do pulmão.5,7

O medicamento precisa ser quebrado nas menores partículas possíveis. Para isso, o remédio passa através de uma malha vibratória minúscula que, através das vibrações, o transforma em uma névoa. Assim, o paciente pode inalar as menores partículas e sentir os efeitos mais rapidamente e de forma mais eficiente.5,6 

Além disso, vale citar que o nebulizador de malha vibratória é silencioso, portátil e não necessita de uma fonte externa de ar comprimido.5,6 

Como usar o Nebulizador Portátil InAResp?

  • Abra o compartimento inferior e insira duas pilhas alcalinas AA de 1,5 V ou duas pilhas recarregáveis. Pilhas recarregáveis devem ser reabastecidas antes do uso, no aparelho carregador próprio para essa finalidade. 
  • Conecte a unidade principal ao reservatório de medicação e, em seguida, à máscara.
  • Coloque a medicação no reservatório e verifique se o acessório está bem conectado.
  • Aperte o botão para ligar o aparelho e proceder com a nebulização.Y

Consulte o otorrinolaringologista, pneumologista, pediatra ou a equipe médica que cuida do seu filho. Adquirir um nebulizador pode ser a opção ideal para tratar a asma em bebês, mas tudo depende do diagnóstico e da recomendação médica.

Referências

1. Worldwide trends in the burden of asthma symptoms in school-aged children: Global Asthma Network Phase I cross-sectional study [homepage na internet]. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(21)01450-1/fulltext

Acesso em 15/11/2021

2. Frontiers [homepage na internet] Trivedi, M; Denton, E. Asthma in Children and Adults – What Are the Differences and What Can They Tell us About Asthma? Front. Pediatr., 25 June 2019. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fped.2019.00256/full

Acesso em 20/11/2021

3. Healthline [homepage na internet] Cherney, K. Can you use a Nebulizer to Treat a Cough? Revisão médica: Marc Meth, MD. Publicado em 16/12/2019. Disponível em:

https://www.healthline.com/health/nebulizer-for-cough Acesso em 10/09/2021

4. British Lung Foundation [homepage na internet] Who can benefit from a nebuliser? Disponível em: https://www.blf.org.uk/support-for-you/nebulisers/who-can-benefit Acesso em 28/08/2021

5. British Lung Foundation [homepage na internet] What is a nebuliser?  Disponível em: https://www.blf.org.uk/support-for-you/nebulisers/what-is-it Acesso em 28/08/2021

6. Abbott Laboratórios. Inaresp: nebulizador com rede vibratória: manual de instruções, 2019

7. ARAÚJO, LMP. Caracterização das gotículas respiráveis geradas por nebulizadores utilizando técnica de incidência laminar direta. 2018. 116 f. Tese (Doutorado em Engenharia e Informática Industrial) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2019.

INARESP

Nebulizador

Reg. Anvisa: 80146509050

Abbott Center | Central de Relacionamento com o Cliente 0800 703 1050 | abbottcenter@abbott.com

Material destinado ao público geral.

Dezembro/2021 – BRZ2217182

Compartilhe!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email